Para que serve Isetionato de Hexamidina + Cloridrato de Tetracaína – Aché? Hexamidina + Tetracaína (substância ativa) é indicado para o tratamento local das inflamações limitadas à cavidade oral e orofaríngea Faringites, aftas, estomatites e anginas. Contra indicações para Isetionato de Hexamidina + Cloridrato de Tetracaína – Aché Hexamidina + Tetracaína (substância ativa) é contraindicado em Pacientes com hipersensibilidade ao isetionato de hexamidina, ao cloridrato de tetracaína ou outros anestésicos tópicos e aos demais componentes do produto; Este medicamento é contraindicado para menores de 3 anos, devido ao risco de laringoespasmo. Deve-se ter cautela quando da administração deste medicamento em crianças entre 3 e 12 anos de idade. Como tomar Isetionato de Hexamidina + Cloridrato de Tetracaína – Aché? Aplicar 3 nebulizações até de 4 em 4 horas. Devem-se aplicar as nebulizações na cavidade bucal, direcionando o aplicador para a orofaringe. Cada nebulização contém 0,10 mL de colutório. Para Hexamidina + Tetracaína (substância ativa) Spray segue o procedimento de limpeza descrito abaixo Após o uso, limpe cuidadosamente o orifício do atuador com um lenço de papel ou pano limpo e recoloque a tampa. Em caso de não funcionamento do spray, remova o atuador e mergulhe-o em água morna por alguns minutos, recoloque-o em seguida. Pressione o atuador sobre o frasco conforme necessário, até que um pulverizado seja obtido e use normalmente. Não há estudos dos efeitos de Hexamidina + Tetracaína (substância ativa) administrado por vias não recomendadas. Portanto, por segurança e para garantir a eficácia deste medicamento, a administração deve ser somente por via oral. Este medicamento não deve ser utilizado por menores de 3 anos, devido ao risco de laringoespasmo. Deve-se ter cautela quando da administração deste medicamento em crianças entre 3 e 12 anos de idade. Composição Isetionato de Hexamidina + Cloridrato de Tetracaína – Aché Precauções e reações adversas da Isetionato de Hexamidina + Cloridrato de Tetracaína – Aché Devido à possibilidade de hipersensibilidade da região orofaríngea causada pelo uso de Hexamidina + Tetracaína (substância ativa) com redução do reflexo faríngeo, não se deve administrá-lo antes da alimentação ou ingestão de bebidas e deve-se ter cautela quando da administração deste medicamento em crianças menores de 12 anos de idade. Hexamidina + Tetracaína (substância ativa) não deve ser utilizado por mais do que 5 dias visto que o uso prolongado pode resultar no desequilíbrio da flora bacteriana normal presente na cavidade oral, com risco de proliferação bacteriana ou fúngica. O tratamento prolongado ou repetido da mucosa pode expor os pacientes aos efeitos da toxicidade sistêmica relacionada aos anestésicos locais (alterações do sistema nervoso central até convulsões e colapso circulatório). Em caso de persistência dos sintomas por mais do que 5 dias de tratamento associados ou não à febre, deve-se procurar orientação médica. Devido à presença de tetracaína, Hexamidina + Tetracaína (substância ativa) pode induzir ao resultado positivo em teste antidoping. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica. Este medicamento não deve ser utilizado por menores de 3 anos, devido ao risco de laringoespasmo. Deve-se ter cautela quando da administração deste medicamento em crianças entre 3 e 12 anos de idade. Sensibilização ao isetionato de hexamidina e anestésicos locais com risco de reações anafiláticas. Insensibilidade momentânea da língua e possibilidade de redução do reflexo faríngeo. Dados de pós-comercialização captaram relatos espontâneos de eventos adversos durante o uso do produto Dispepsia (problemas digestivos), distasia sonolência, dor na parte superior do abdômen, inchaço labial, dispneia, rash macular febre, náusea, tontura, tosse, irritação na garganta. Não se pode excluir a possibilidade de que estes eventos estivessem relacionados ao estado clinico do paciente. Em casos de eventos adversos, notifique ao Sistema de Notificações em Vigilância Sanitária – NOTIVISA ou para a Vigilância Sanitária Estadual ou Municipal. O que fazer em casos de superdosagem de Isetionato de Hexamidina + Cloridrato de Tetracaína – Aché? Interações medicamentosas Isetionato de Hexamidina + Cloridrato de Tetracaína – Aché Deve-se evitar o uso simultâneo ou sucessivo de outros antissépticos, devido à possibilidade de interação medicamentosa (antagonismo, inativação, etc). Ações das substâncias em Isetionato de Hexamidina + Cloridrato de Tetracaína – Aché Estudo realizado por Hamann (1983) avaliou 916 pacientes com laringite aguda. Demonstrou que houve uma melhora evidente na redução da camada de muco em 96% dos casos, no edema (92,1%) e na hiperemia (89%). Nos sintomas relatados houve melhora do ruído respiratório em 96,3% dos casos, dor de garganta (88,6%), rouquidão (87,1%), dificuldade de engolir (84,1%) e tosse (83,3%). Na avaliação final pelo médico, a eficácia foi considerada muito boa ou boa em 75% dos casos e ruim em apenas 7,5%. O Hexamidina + Tetracaína (substância ativa) é um medicamento para uso oral ou orofaríngeo, que apresenta propriedades antisséptica, devida à presença do isetionato de hexamidina (grupo das diaminas), e anestésica local, devida à presença da tetracaína. Como armazenar, guardar, Isetionato de Hexamidina + Cloridrato de Tetracaína – Aché? Dizeres legais Isetionato de Hexamidina + Cloridrato de Tetracaína – Aché